Detalhe do produto

Teoria e história: tempo histórico, história do pensamento histórico ocidental e pensamento brasileiro

Livro Impresso ISBN: 9788522509430 Edição: 1 Ano: 2012 Largura: 16.00 cm Comprimento: 23.00 cm Peso: 390 gramas Número de Páginas: 272

Outro Formato

Ebook

SAIBA MAIS

Teoria e história: tempo histórico, história do pensamento histórico ocidental e pensamento brasileiro

Autor(es): José Carlos Reis
Obras do autor

O que caracteriza a História como conhecimento específico e quais os seus maiores desafios na atualidade? O passado da disciplina pode ajudar os historiadores a compreender melhor seus questionamentos atuais?
Neste livro, José Carlos Reis retoma algumas perguntas que especialistas ligados às Ciências Humanas vêm tentando responder há tempos para traçar um rico painel dos debates travados em torno dos desafios e das especificidades de elaboração do conhecimento histórico. Dono de uma vasta produção sobre teoria e metodologia da História, o autor analisa temas caros aos pensadores do século XIX ao XXI para apresentá-los com erudição em textos escritos de forma clara e acessível.

Prefácio
Júnia Ferreira Furtado


Apresentação


1a Parte: Tempo histórico

1. O tempo histórico como “representação”
O que é o tempo?
O tempo histórico como “representação intelectual”
O tempo histórico como “representação cultural”
Conclusão
Referências


2a Parte: História do pensamento histórico ocidental (XXI-XIX) e pensamento brasileiro

1. A historiografia pós-1989: pós-modernismo, representações e micronarrativas
O mundo pós-1989: a vitória do capitalismo ocidental sobre o Sorex
Como avaliar a revolução de 1989?
As repercussões da revolução de 1989 na historiografia
A filosofia da história pós-moderna: Elias, Foucault, Bourdieu e Thompson
A historiografia brasileira sob o regime de historicidade presentista
Conclusão
Referências

2. Tempo, história e compreensão narrativa em Paul Ricoeur (1983-1985)
A história-problema e estrutural dos Annales: a ruptura entre tempo e narrativa histórica
A reconciliação entre tempo e narrativa histórica em Ricoeur
O círculo hermenêutico
O retorno da história-narrativa
Referências

3. História da história (1950/1960): história e estruturalismo: Braudel versus Lévi-Strauss
O confronto institucional-epistemológico-político entre a história e a etnologia em Lévi-Strauss
A réplica dos historiadores: Braudel e a defesa da “história estrutural”
Referências

4. História da história (1900-1930): Henri Berr e a “nova história” dos Annales
Erudição, filosofia da história e síntese
A síntese erudita
Referências

5. Sobre a “compreensão” em história: Dilthey (1833-1911) versus (e vice-versa) Weber (1864-1920)
O histori(ci)smo: uma teoria da história alemã
A “compreensão empática” (verstehen) em Wilhelm Dilthey Weber versus Dilthey: a “sociologia compreensiva” cria conceitos e tipos lógicos
Dilthey versus Weber: a “ciência-arte” da história cria tipos poéticos
Referências

6. Os conceitos de liberdade e necessidade em Marx (1848-1890)
Introdução
Os conceitos de “liberdade” em Espinosa e Engels
O conceito de liberdade em Marx
Referências

7. Comentário final: por um pensamento brasileiro
Pode-se falar de uma identidade nacional brasileira? E por que falar? É desejável que se fale?
Referências

Interconexão Brasil | Entrevista com autor

Impresso

R$ 60,00 Em 2x de: R$ 30,00 No boleto: R$ 60,00

COMPRAR
SOB DEMANDA! Vamos produzir este livro sob demanda para você! Serão acrescidos 10 dias ao prazo do frete dos Correios para esta produção.